EDITORIAS:

domingo, 2 de agosto de 2015

VP DE FUTEBOL DO INTER DIZ: "É PREOCUPANTE..."

Redação e Produção: @rsesporte_com / Fotos: Google Imagens


Após a partida em que o Inter empatou em 0x0 com a Chapecoense, no domingo (2), pela 16ª rodada do Brasileirão, no Beira-Rio a qual deixou o time na 10ª posição na tabela com 21 pontos, o vice de futebol Carlos Pellegrini falou pela direção colorada e deu a visão sobre desempenho do time no Brasileirão. Entretanto ele garantiu a continuidade do comando técnico da equipe, especialmente às vésperas do clássico Grenal 407 na Arena no próximo domingo, Dia dos Pais. Além de mostrar preocupação com a atuação na partida, Pelegrini atribuiu o mau resultado às negociações envolvendo alguns jogadores na última semana.

A partida: "É preocupante. O jogo contra a Chapecoense foi equilibrado e nosso goleiro foi de novo o melhor em campo. Tem alguma coisa errada. Com uma semana até o Gre-Nal, temos que ajeitar tudo".


Clássico: "Foi uma semana conturbada, com discussões em relação a saídas de atletas. Foi realmente difícil. Agora, temos que fechar o vestiário para poder reverter a situação no Gre-Nal",

Brasileirão: "Não nos basta mais empatar. Não podemos mais empatar dentro de casa e ainda temos que buscar os resultados fora".

Sobre Anderson: "Ele não teve uma continuidade. Nesses seis meses em que está conosco, o Anderson precisa ganhar mais ritmo. Temos que aguardar por ele".

Aranguiz fica: "Na medida em que o negócio não se concretizou, ele vai estar à disposição do treinador. Se surgir algo novo, a gente vai trabalhar para dar tranquilidade ao time"

NOTAS, VT E COLETIVAS: INTER 0X0 CHAPECOENSE

Redação e Produção: @rsesporte_com / Fotos: Google Imagens / Vídeo: YouTube


O Internacional acumulou neste domingo seu segundo empate seguido sem gols no Campeonato Brasileiro. Em partida disputada no estádio Beira-Rio, o Colorado não passou do 0 a 0 contra a Chapecoense e se manteve distante da zona de classificação para a Copa Libertadores da América.O time gaúcho até criou chances, mas também levou sustos, contando com boa atuação do goleiro Alisson.

Desta forma, o Inter aparece na décima posição do campeonato, com 21 pontos, enquanto a Chape ocupa uma colocação acima, com 23.Na próxima rodada, pressionado pelos empates contra a Ponte Preta e o time catarinense, o Internacional tem o clássico contra o Grêmio, no domingo, na Arena do rival. Já a Chapecoense enfrentará também um rival, o Figueirense, na Arena Condá

Notas:

Inter: 6,0 / Diego Aguirre: 6,0 - Média Geral: 6,0

Chapecoense: 8,0 / Vinícius Eutrópio: 8,0 - Média Geral: 8,0

Compacto e gols:



Coletivas:

Diego Aguirre: " Acho que o Inter fez um bom jogo, que em todo momento tentou, teve muitas situações de gols que não fizemos. Então, acho que faltou o gol. Mas a atitude da equipe foi muito boa, tentamos, e por momentos, acho que apresentou coisas boas. Não é por não ter ganhado, eu não posso falar: “Não ganhou foi mal, ganhou foi bem”. Estivemos perto da vitória, todos queríamos, mas temos que nos conformar com um empate. É assim, faz parte do futebol. Vi um Inter que em todo momento foi para frente, cruzou umas 30 bolas na área, não sei, de um lado e de outro. Não entrou. Sempre tem que tirar conclusões. Temos que olhar para frente, especialmente em uma semana tão especial. Vamos nos preparar com todo nosso potencial e energia, para poder ir a buscar uma vitória no próximo jogo".

Vinícius Eutrópio: "Do meu ponto de vista foi o nosso melhor jogo fora de casa. O time foi coeso, soube se defender, se compactar, ainda mais contra o Inter, que tem um time com muita qualidade. A gente criou chances e poderia ter feito gols. Foi um resultado do grupo, de tirar as vaidades. Todo mundo fez sua função direitinho. Para que todo mundo apareça e tenha o resultado tem que ser assim. A gente tem conseguido buscar soluções, apesar dos desfalques. A gente fica tranquilo com isso, fica feliz. A gente sabe que os jogadores se doam. Vou agradecer e parabenizar a torcida que estava aqui no Beira-Rio. Deu show. Tinha uma oratória preparada antes do jogo e quando vi nossa torcida, mudei o discurso. Virou um clássico regional. Tem uma disputa regional com o Inter. Falei para eles que nossa responsabilidade aumentou e que seria um jogo especial".

Ficha Técnica:

Local: Beira Rio / Data: 02.08.2015 / Cartões Amarelos: Wellington, D'Alessandro e Alex (I); Bruno Silva e Wagner (C) / Arbitragem: Pericles Bassols Pegado Cortez (RJ), auxiliado por Alessandro A. Rorcha de Matos (BA) e Rogério Pablos Zanardo (SP) / Público total: 21.253 (17.579 pagantes) - Renda: R$ 433.570,00 / Gols: Não houve

INTER: Alisson; William, Réver, Juan e Ernando; Dourado, Anderson (Wellington, 19'/2ºT), Sasha, D'Alessandro e Valdívia (Rafael Moura, 35'/2ºT); Lisandro López.

Técnico: Diego Aguirre

CHAPECOENSE: Danilo; Apodi, Vilson, Neto e Dener; Elicarlos, Bruno Silva, Wagner (Nenê, 25'/2ºT), Tiago Luis (Maranhão, 32'/2ºT) e Ananias (Hyoran, 18'/2ºT); Bruno Rangel.

Técnico: Vinícius Eutrópio

"MELOU" NEGOCIAÇÃO DE JOGADOR DO INTER PARA SAIR

Redação e Produção: @rsesporte_com / Fotos: Google Imagens



O chileno Charles Aránguiz permanece no Inter. A proposta do Leicester City, da Inglaterra, que agradava mais ao Colorado, não foi satisfatória para o atleta, já a pedida do Bayer Leverkusen, da Alemanha, que interessava ao jogador, não agradou ao clube. "Não tem mais negócio", disse o vice de futebol, Carlos Pellegrini. Como nenhum dos clubes interessados chegou a um acordo,  o volante Charles Aranguiz ficará no Inter ao menos até a próxima janela.

Com forte interesse de clubes europeus nessa janela, Aránguiz declarou que sua vontade é mesmo deixar o Inter. O jogador se diz feliz no clube gaúcho, mas vê a transferência como a chance de dar o próximo passo em sua carreira.“Tem uma proposta da Alemanha, a qual me agradou muito. Creio que daria um passo muito importante na carreira e espero que os dirigentes entendam minha parte desportiva.”, declarou.

Quando questionado sobre o significado de suas tatuagens no braço, o jogador foi ainda mais enfático sobre seu desejo de sair: “Está escrito Presidente, me deixe ir embora, por favor! Estou muito agradecido ao torcedor do Inter, mas é preciso entender que desejo crescer esportivamente.Quem sabe um dia eu retorne”.

Uma proposta já chegou a ser aceita pelo chileno, vinda do Leicester, da Inglaterra, entretanto, o jogador manifestou que sua prioridade ao sair seria mesmo a de defender o Bayer Leverkusen: "Entre o Bayer e o Leicester, creio que o melhor seja o Bayer, que é uma equipe maior e pode ser uma boa vitrine”. A oferta do clube alemão, entretanto, não agradou tanto como a dos ingleses.

Carlos Pellegrini, vice de futebol do Inter, afirmou no sábado que a proposta oficial do Leverkusen foi recusada e que não existem no momento negociações avançadas para a saída de Aránguiz. Ele manifestou publicamente seu desejo de deixar o Beira-Rio e ir jogar na Alemanha.

GRÊMIO QUER ARENA NO FIM DE AGOSTO

Redação: Francisco Alves / Produção: @rsesporte_com / Fotos: Google Imagens


Grêmio dá prazo para OAS fechar acordo para compra Arena


A compra da Arena do Grêmio já está concretizada a um bom tempo. Em entrevista ao um dos programas da rádio gaúcha o presidente Romildo Bolzan afirmou que estipulou um prazo para a OAS e o clube conseguissem chegar a um acordo para a compra da gestão do estádio. “Estamos trabalhando no prazo de agosto para termos uma definição do negócio. Não posso garantir nenhuma data. São muitos detalhes para serem resolvidos. O Grêmio precisa de uma resposta definitiva”. Falou o presidente do time.

Se o acordo acabar não acontecendo o tricolor gaúcho vai tentar uma solução para o caso. Uma das alternativas é concretizar uma parceria com uma empresa estrangeira para comandar o estádio. “O Grêmio já estruturou duas vezes o negócio, já montou a situação. Está na hora de a gente definir isso. Se não tiver essas condições, o Grêmio vai, depois de agosto avaliar sua posição no negocio” citou Romildo.

O time gaúcho quer solucionar de uma vez por todas os problemas que cercam a Arena .

UFC MMA: GAÚCHO WERDUM QUE DAR REVANCHE A FEDOR

Redação: Lance Press / Pós-Produção: @rsesporte_com / Fotos: Inova Foto-Divulgação


Com a recente confirmação do retorno de Fedor Emelianenko no MMA, já se especula que o russo enfim possa atuar no UFC e um duelo contra o atual campeão dos pesados Fabricio Werdum apareceu com uma grande oportunidade. No que depender do brasileiro, ele será o responsável de dar as boas vindas ao ex-campeão do extinto Pride em uma revanche entre eles.

Durante uma sessão de perguntas e respostas com os fãs, na última sexta-feira, o "Vai Cavalo" comentou esse tempo que o russo ficou parado e acredita que chegou o momento deles fazerem uma nova luta. Werdum já finalizou Fedor em 2010, pelo Strikeforce. "Depois que ganhei do Fedor, esqueceram muito rápido dele. Agora é uma boa oportunidade dele voltar, é um mito. Ele precisava desse tempo para descansar. Seria uma boa (essa luta com ele), ele merece e eu faria revanche com ele" afirmou o lutador.

Questionado sobre seu próximo adversário, em sua primeira defesa de cinturão, Werdum relembrou uma ideia de um GP com os principais nomes dos pesados. Para ele, seria interessante lutas entre eles e quem saísse vencedor, o enfrenta pelo título. "Eu não dei a ideia do GP, só joguei assim no ar. Acho que (Andrei) Arlovski, (Cain) Velásquez e (Junior) Cigano e (Stipe) Miocic poderiam se enfrentar. Enquanto isso eu fico comendo uma pipoquinha e assistindo a tudo", completou o campeão dos pesados do Ultimate.

Werdum compareceu ao UFC 190 ao lado de José Aldo na aparição dos campeões no evento realizado na HSBC Arena.

sábado, 1 de agosto de 2015

GRÊMIO LAMENTA DERROTA, MAS FOCA NO GRENAL

Redação e Produção: @rsesporte_com / Fotos: Google Imagens


A derrota por 1 a 0 para o Fluminense, na noite deste sábado, manteve o Grêmio fora do G4 do Campeonato Brasileiro, com 27 pontos. Lamentando o homem a menos durante maior parte da etapa final, o elenco do Tricolor gaúcho ressaltou a superação coletiva e agora foca no trabalho durante a semana para disputar o Gre-Nal na próxima rodada. O atacante Luan lamentou o resultado no Maracanã, mas já projeta uma possível recuperação no clássico gaúcho. “A gente não se conforma, porque jogamos bem mesmo com um a menos. Infelizmente saímos com a derrota. Agora temos que trabalhar na semana, que tem o clássico, um jogo que vale três pontos como os outros”, disse o atleta à Rádio Gaúcha.

Se Luan lida com naturalidade com o Gre-Nal, Edinho sabe que uma vitória no clássico é capaz de mudar o ambiente. “Coisa boa que tem o Gre-Nal, uma vitória pode mudar tudo. Vamos tentar suportar bem a semana de trabalho para nos prepararmos para o jogo”, disse o volante, que foi puxado em lance dentro da área já na reta final do jogo, mas não teve a falta apitada pelo árbitro. Walace protagoniza primeira expulsão do Grêmio no Campeonato Brasileiro.

O capitão Maicon citou a desatenção na defesa como fator fundamental para o resultado adverso fora de casa. O gol do Fluminense surgiu de uma bola mal afastada pela zaga após lançamento de Ronaldinho Gaúcho. “É difícil jogar com um a menos, às vezes um erro bobo ocasiona essas coisas. Lutamos até o fim, agora temos que trabalhar para recuperar em casa”, disse o meia também à Rádio Gaúcha.Além das presenças incertas de Giuliano, Marcelo Grohe e Marcelo Oliveira, que tentam se recuperar a tempo de jogar o clássico, o Grêmio terá o desfalque do volante Walace, protagonista da primeira expulsão da equipe neste Brasileirão. Sem o camisa 5, Edinho pode ganhar a vaga na ala de contensão do meio-campo.

NOTAS, GOLS E COLETIVAS: FLUMINENSE 1X0 GRÊMIO

Redação e Produção: @rsesporte_com / Fotos: Google Imagens / Vídeo: YouTube


Não foi uma atuação de gala, mas a estreia de Ronaldinho Gaúcho deixou a torcida do Fluminense que compareceu ao Maracanã na noite deste sábado muito satisfeita. O camisa 10 mostrou a conhecida habilidade nos lances de bola parada e iniciou a jogada que resultou no gol de Marcos Junior.

A vitória por 1 a 0 fez o Tricolor das Laranjeiras subir para a terceira posição, com 30 pontos ganhos, enquanto o Grêmio segue com 27 pontos na sétima posição.O Fluminense foi mais objetivo que o adversário e soube aproveitar a inferioridade numérica da equipe gaúcha, após a expulsão do volante Walace, no início do segundo tempo. O Grêmio não mostrou poder de reação e criatividade para fazer frente aos cariocas, e acabou perdendo para uma equipe que viveu uma noite mais feliz.

No próximo sábado, o Fluminense enfrenta o Avaí, na Ressacada, às 18h30 (de Brasília). Já o Grêmio tem clássico contra o Internacional, em casa, às 18h30 do domingo.

Notas:

Fluminense: 7.0 / Enderson Moreira: 7.0 - Média Geral: 7.0

Grêmio: 5,5 / Jaime de Freitas: 5,5 - Média Geral: 5,5

Compacto e Gols:



Coletivas:


Enderson Moreira: "Acima de tudo, temos que valorizar o adversário, que tem ótimos jogadores Luan um dos melhores do Brasileiro. Nos trouxe dificuldades. Mas foi um vitória de um time que buscou, tentou. Era um confronto direto pelo G-4, um jogo especial. Nosso torcedor foi maravilhoso, deu apoio incondicional. Soubemos esperar o momento para sair com a vitória. O futebol é feito de resultados. Às vezes o time joga bem e não ganha, às vezes não tão bem e ganha. A vitória é transformadora no sentido de dar confiança. Após o Vasco, conversei com eles sobre o comportamento quer teríamos que ter em Chapecó, e merecíamos um resultado muito melhor lá. Não dou nota (para a estreia de Ronaldinho). Ainda mais jogador como Ronaldo. Veio agregar muito. Ele teve a sabedoria de aproveitar bem. Muito pouco tempo para ele entrosar, saber o posicionamento dele. Ele é fora de série. Treinou um período curto. Empenho dele foi notório. A partir do momento que conhecer melhor os companheiros, vai evoluir. Importante tirar a ansiedade dos mais jovens também, que querem dar a bola para ele. Vai decidir muitos jogos ainda".

Jaime de Freitas: "Não por conta da expulsão (o resultado). Tivemos oportunidades de sair na frente, de empatar o jogo. A derrota veio pela circunstância do jogo. No Brasileiro os jogos são difíceis. Jogar aqui no Maracanã, com um time de qualidade, já é difícil normalmente. Com um jogador a menos, fica prejudicado. Mas a equipe teve bom comportamento com um a menos. Não nos omitimos e só não marcamos no jogo. Faltou precisão para irmos embora daqui com um resultado justo. Nos últimos 15 minutos, principalmente, conseguimos ocupar o campo do Fluminense, o que não conseguimos no primeiro tempo. Faltou precisão para pelo menos uma das oportunidades ter concretizado em gol. Acho que o empate seria um resultado mais justo. No meu entendimento, não foi uma falta para cartão. Uma disputa normal dentro do jogo. Temos que deixar a cargo de quem analisa as arbitragens".

Ficha Técnica: 16ª rodada

Local: Maracanã / Renda: R$ 1.257.250,00 - Público: 33.288 (27.842 pagantes) / Árbitro: Wilton P. Sampaio - Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Daniel Zioli (trio paulista)/ Cartões amarelos: Henrique, Jean, Ronaldinho e Galhardo / Cartão vermelho: Walace / Gol: Marcos Júnior (31min/2ºT).

Fluminense: Cavalieri, W.Silva, Henrique, Marlon e Breno Lopes (Wellington Paulista); Edson, Jean, Gerson (Magno Alves), Marcos Junior, Osvaldo (Gustavo Scarpa) e Ronaldinho.

Técnico: Enderson Moreira.

Grêmio: Tiago; Galhardo, Geromel, Erazo e Marcelo Hermes; Walace, Maicon, William Schuster (Edinho) e Douglas (Fernandinho); Luan (Braian Rodríguez) e Pedro Rocha.

Técnico: James Freitas (Interino)

sexta-feira, 31 de julho de 2015

COLORADOS PUNIDOS TERÃO QUE USAR TORNOZELEIRAS

Redação: Francisco Alves / Produção: @rsesporte_com / Fotos: Google Imagens


De oito colorados que se combateram com socos e pontapés durante


Inter x Emelec, pela Copa Libertadores.Seis ignoraram a medida que determinava a apresentação à polícia em dias de jogos do time. Por conta de não cumprir, terão de usar tornozeleiras eletrônicas. Os fatos foram levantados pelo jornal Zero Hora.

Marx Leo de Boni Silva, 19 anos, integrante da Guarda Popular se apresentou apenas cinco das 14 vezes que deveria, sendo o caso mais emblemático dos torcedores. 
O Ministério Público acredita que Marx se envolveu em outra confusão antes de Inter x Atlético-MG, pela Copa Libertadores. De acordo com a denúncia oferecida ao Juizado do Torcedor, “o denunciado (acompanhado de outros torcedores) . Investiu, de surpresa e desferindo socos, contra torcedores do Clube Atlético Mineiro no entorno do estádio”.

No tribunal ficou decidido que a restrição de acesso aos estádios valeria por mais 12 jogos. Ao perceber que Marx não vinha cumprindo a medida cautelar, a Promotoria do Torcedor pediu que a transação penal fosse anulada. O Juizado do Torcedor negou o pedido e explicou que o acordo tem o valor de uma sentença judicial. Não pode ser revertido. Mas lembrou ao MP que solicitasse a abertura de outro processo referente à possível participação de Marx na briga antes de Inter x Atlético-MG. A Promotoria do Torcedor na última semana ofereceu a denúncia contra ele e mais cinco torcedores.


Andrey Anderson da Costa Chaves não foi à polícia 11 vezes, Márcio Eleno Correa Lima se ausentou 12 vezes, Hamurábi dos Santos, 15, e Andrey da Silva Pereira, sete. Jéverton Luís da Rosa Pereira foi um dos últimos a ser identificado na também não cumpriu o setença.

A partir da denúncia oferecida pelo MP, o Juizado do Torcedor determinou o uso das tornozeleiras eletrônicas pelos torcedores. Marx é acusado de exercer direito a que foi privado por decisão judicial,Por ter ido ao Beira-Rio e causado tumulto no jogo Inter x Galo. Os outros torcedores foram incriminados por descumprirem a lei. Todos torcedores não quiseram falar sobre o assunto por telefone com Zero Hora, Andrey Pereira ainda questionou: "Vocês não têm mais nada para reportar?"

As agressões durante Inter x Emelec feriram Lanir Gularte que, à época, precisou quatro pontos para fechar seu supercílio. Seu filho, Márcio levou uma cabeçada no nariz que provocou forte sangramento.

Os dois não deixaram de freqüentar o Beira-Rio, mas cumpriram a promessa de nunca mais assistir aos jogos no setor reservado das organizadas.
Naquela noite, pai e filho se instalaram no local onde fica a Guarda Popular. Como faziam parte de uma excursão que veio de Parobé para o jogo, não quiseram se separar do grupo e se juntar a organizada. Quando uma bandeira atrapalhou a visão do campo, Lanir reclamou, e teve início a confusão. “ Não pode ser normal fazer o que eles fizeram porque eu reclamei de uma bandeira” falou o comerciante e suplente de vereador de Parobé. Lanir e Márcio tornaram-se mais cautelosos ao entrar e sair do Beira-Rio. Ficam preocupados de encontrar os agressores ou com seus amigos. “A gente está sempre se cuidando. Não sabemos se ficou alguma mágoa. Para eles, seria só mais um tumulto” cita Lanir

Lanir lamenta o descumprimento dos torcedores que causaram o tumulto: “ A gente fica triste. Uma determinação judicial é para ser cumprida. É complicado, porque a gente não tem muito o que fazer em relação a isso”.

INTER TEM NOVO REFORÇO. SAIBA QUEM É

Redação: Victor Thompsen / Produção: @rsesporte_com / Fotos: Google Imagens


Depois de acertar a saída de Nilmar para o Al Nasr dos Emirados Árabes, o Inter acertou nesta semana a saída de mais um atacante, o jovem Martin Luque que foi contrato como grande promessa na temporada passada.

O atacante acertou seu empréstimo ao Peñarol por um ano de contrato com o clube uruguaio pagando 50% do salário e o Colorado os outros 50%. Em troca o Inter vai receber o centro avante do Peñarol Facundo Rodríguez de 19 anos.

A confirmação do negócio foi feita pelo presidente do Peñarol, Juan Pedro Damiani. "Tenho fé que Luque chegue ao Penãrol. Possivelmente emprestaremos ao Inter Facundo Rodríguez. Luque cairá bem em nosso time", afirmou em entrevista a Rádio Sport 980 do Uruguai.

A direção Colorada confirma apenas a saída de Luque, mas não a chegada de Facundo. " Vai o Luque e estamos observando qual atleta dentro do elenco do Peñarol vem. Estamos examinando qual jogador trazer, deve ser entre os anos de 94 e 97", afirmou o vice de futebol do Inter, Carlos Pellegrini à ZH.

Aos 19 anos, Facundo é uma das promessas do clube uruguaio. Canhoto, ele atua no grupo principal do Peñarol desde o início do ano.

BRESSAN NO GRÊMIO. SÓ FALTA O FLAMENGO LIBERAR

Redação: Francisco Alves / Produção: @rsesporte_com / Fotos: Google Imagens



A direção gremista espera a liberação do Flamengo para confirmar o retorno de Bressan ao time. Cedido pelo tricolor gaúcho ao time do Rio no inicio da temporada, o jogador perdeu s eu espaço após a saída de Luxemburgo, e nesse mês esteve com a seleção no Pan de Toronto.

Bressan se reapresentou na quarta e deve acertar seu desligamento do Flamengo. A diretória do time carioca já comunicou que não vê problemas em liberar o jogador. O Acerto deve ser concluído até o final dessa semana.

O atleta voltaria para repor Rhodolfo que foi vendido para o futebol Turco. Bressan viraria opção para atuar ao lado de Geromel, Erazo ou até mesmo do garoto Rafael Thyere.