EDITORIAS:

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

PESQUISA DIZ GRÊMIO TEM A 8ª E INTER A 9ª MAIOR TORCIDA DO PAIS

Redação: Tiago Dias / Produção: @rsesporte_com / Fotos: Google Imagens



Flamengo ainda é o clube com maior torcida, apesar do índice ter caído, enquanto Corinthians continua em segundo e teve seu índice aumentando, deixando essa disputa mais parelha ainda. Os dados vem da 5ª Pesquisa Lance! Ibope, o Grêmio está em oitavo e permanece a frente do Inter, que está em nono.

Grêmio que no ano passado era sexto, perdeu um ponto na pesquisa e caiu duas posições, o Inter era 10º e subiu uma posição e ganhou 0,3 pontos, passando o Santos. O Flamengo, líder em todas as pesquisas, tem 16,2% de preferencia, equivalente a 32,5 milhões de torcedores, baseado na pesquisa do IBGE de 2013, quando o brasil tinha 201 milhões de habitantes.

Mesmo na liderança o Flamengo perdeu um ponto percentual em relação a pesquisa de 2010, o Corinthians cresce 0,2 ponto, baixando a diferença para 2,6% em quatro anos. Dez anos atrás essa diferença era de 4,9 pontos. "Se nós tivéssemos a oportunidade de ter um estádio, tenho certeza de que nossa torcida subiria", diz Walter D’Agostino, vice-presidente geral do Flamengo, citando a Arena obtida pelo rival paulista recentemente. "Não vejo essa disputa como uma rivalidade para ver qual dos dois tem a maior torcida. Conseguimos conviver bem, as duas equipes, sabendo bem do tamanho e da importância das respectivas torcidas", comenta Mário Gobbi, presidente do Corinthians.

A maior queda entre os 18 clubes que constam na pesquisa foi do São Paulo, que apesar de manter a terceira colocação, teve uma queda de 1,9 ponto.

Veja o ranking com os 18 clubes com as maiores torcidas do país:

Clubes (percentual e milhões de torcedores)

1. Flamengo — 16,2% (32,5)
2. Corinthians — 13,6% (27,3)
3. São Paulo — 6,8% (13,6)
4. Palmeiras — 5,3% (10,6)
5. Vasco — 3,6% (7,2)
6. Atlético-MG — 3,5% (7,0)
7. Cruzeiro — 3,1% (6,2)
8. Grêmio — 3% (6,0)
9. Inter — 2,8% (5,6)
10. Santos — 2,4% (4,8)
11. Fluminense — 1,8% (3,6)
12. Bahia — 1,7% (3,4)
13. Botafogo — 1,7% (3,4)
14. Vitória — 1,3% (2,6)
15. Atlético-PR — 1,2% (2,4)
16. Sport — 1,2% (2,4)
17. Santa Cruz — 1% (2,0)
18. Ceará — 0,8% (1,6)

CONTRATO DA NIKE COM O INTER ESTÁ SOB INVESTIGAÇÃO

Redação: Victor Thompsen / Produção: @rsesporte_com / Fotos: Divulgação Inter


O contrato entre Nike e Internacional firmado em 2011 será alvo de investigação do Conselho Fiscal do clube. Na reunião do conselho deliberativo do Inter na segunda-feira, a decisão foi aprovada e um prazo de 120 dias foi estabelecido para que se averigue a duplicidade no pagamento da comissão pelo contrato com a empresa de material esportivo.

O imbróglio do contrato envolve empresas terceiras e dirigentes do inter, a World Football Assessoria Esportiva ligado a Gilmar Veloz, agente de alguns técnicos como Tite, Vanderley Luxemburgo e jogadores como Alexandre Pato, teria recebido na época de firmação do contrato mais de R$ 250 mil para intermediar o negócio. Além da World Football, funcionários do departamento de marketing colorado acabaram recebendo também uma bonificação, mesmo com o contrato tendo sido todo ele costurado por terceiros e esse o motivo do estranhamento dos conselheiros do Inter.

Em entrevista ao Site ESPN.com.br, o ex-vice de futebol do Inter Roberto Siegmann disse que não havia motivos para essa intermediação ocorrer e isso chamou a atenção dos conselheiros do clube. 
"Ninguém precisa prospectar a Nike para apresentar o Inter e vice-versa. Então, é óbvio que, dentro dessas condições, não havia por que essa intermediação. Foi um dos detalhes que chamou a atenção e acabou levantado no encontro", afirmou Siegmann.

A princípio, o assunto ficaria a cargo de uma comissão a ser formada, mas, para evitar que as investigações sofressem interferência do processo eleitoral do clube, ele foi, então, submetido ao Conselho Fiscal, que tem quatro meses para concluir o seu trabalho. Segundo a reportagem apurou, a confiança no esclarecimento da controvérsia não é das maiores.

Um pedido anterior para que o contrato com a Nike fosse aberto foi feito, porém, não respondido positivamente.
"Não há nada mais parecido com a máfia do que o futebol. Começa com a Fifa e se estende até o menor clube", diz Roberto Siegmann.

O contrato entre Inter e Nike foi fechado no fim de 2011 e os valores foram de R$ 60 milhões por quatro anos de contrato, paralelamente a outros acordos firmados no mesmo período com Santos, Coritiba e Bahia. A estratégia da multinacional americana na época era assegurar espaço nas sedes da Copa do Mundo e, assim, fazer frente à concorrente alemã Adidas, patrocinadora oficial da Fifa e que, devido à restrições impostas pela entidade, teria maior destaque nesta temporada.

Nesta temporada o Inter já estava negociando com a Nike a renovação do patrocínio até 2018, o valor do negocio seria na casa de R$ 18 milhões por ano, e a empresa ainda investiria na loja do Beira-Rio e em produtos ligados ao Inter.

MESMO COM 3ª DERROTA DIRETORIA TEM TOTAL CONFIANÇA EM ABEL BRAGA

Redação: Victor Thompsen / Produção: @rsesporte_com / Fotos: Alexandre Lops/Inter


Mesmo com a derrota para o Bahia nesta quarta-feira, a terceira seguida do Inter, a direção Colorada tem total confiança no trabalho de Abel Braga (que completou contra os baianos 300 jogos pelo Inter) e não irá nem mesmo subir o tom das conversas de vestiário.

Segundo o vice de futebol do Inter, Marcelo Medeiros a derrota incomoda, mas isso não será motivo para alterar a voz de comando no vestiário. “Não estamos satisfeitos com o momento negativo, mas não vai ser por causa da derrota, que a voz do comando do vestiário vai ser alterada. Temos que ter serenidade no momento da vitória e da derrota. Ninguém está satisfeito com a derrota. Não jogamos do mesmo nível que vínhamos jogando. Aquele gol que sofremos no início da segunda etapa, merece reflexão de todos pela maneira que ele foi construído. Deu um abalo psicológico e o time não se encontrou”, declarou o vice de futebol.

Segundo o dirigente Abel Braga tem respaldo no clube e sua saída não é cogitada neste momento, o dirigente ainda expressou a indignação com as últimas três derrotas, mas lembrou que o jogo de ontem podia ter sido diferente caso as bolas que bateram na trave tivessem entrado. “Claro que (Abel Braga) tem (respaldo da direção). Uma das decisões mais difíceis que um dirigente tem que fazer é alteração de uma comissão técnica durante a competição. Temos uma confiança muito grande. O Abel não precisa provar. A gente sabe que jogou mal. A má apresentação coletiva atrapalhou e houve uma queda nas individualidades, mas é o mesmo treinador que venceu os três Gre-Nais e ficou a dois pontos do Cruzeiro. Complicou. Se não me engano, o Bahia não perde há sete jogos. O futebol está muito equilibrado, em especial em mata-matas. O Ceará mostrou que tem virtudes. Podemos reverter contra o Bahia, pela grandeza do Inter e pelo comprometimento de todos os profissionais do departamento de futebol, a gente tem que encontrar respostas rapidamente, pois temos um jogo importante contra o Palmeiras no sábado”, completou o dirigente. 

O duelo contra o Palmeiras é no sábado e pode recolocar o Internacional na segunda posição, a partida é vista como de suma importância e o Inter precisa aproveitar o momento da equipe Paulista que conseguiu apenas uma vitória na competição com o técnico Ricardo Gareca. Para o duelo o Inter deverá contra com o retorno de Willians, recuperado de lesão muscular, por outro lado não terá D`Alessandro suspenso pelo terceiro amarelo e Wellington Silva que com lesão muscular para por até um mês.

Na próxima quarta-feira, 4 de setembro o Inter volta a encarar o Bahia pela Sul-Americana e precisa vencer por três gols de diferença para avançar na competição ou por dois gols desde que marque ao menos três. Um vitória por 2 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

CONFIRA O RESUMO DE TODOS OS JOGOS DA COPA FERNANDÃO

Redação: João Vitor Goularte / Produção: @rsesporte_com / Fotos: Google Imagens

ESPORTIVO(3) 2X0 (4) MARAU

O Esportivo e o Marau entraram em campo em busca de uma vaga na próxima fase da Copa Fernandão e os dois cumpriram o objetivo.

No tempo normal, o "Tivo" venceu por 2x0, com gols de Heliardo e Marcinho, o resultado levou a decisão para os pênaltis. Nos pênaltis deu Marau, 4x3. Marau classificado e o Esportivo também, como um dos melhores perdedores.



SANTA CRUZ 1X1 SÃO JOSÉ

Em um jogo marcado pela arbitragem controversa, o São José garantiu classificação para a próxima fase da Copa Fernandão.

Depois de empatar em 0x0 o 1º jogo, o Zequinha se classificou com novo empate, dessa vez em 1x1. Ramon abriu o placar para o Santa Cruz e Brida empatou para o time da capital, o galo ainda perdeu um pênalti que poderia garantir a classificação.


ESTÂNCIA VELHA 0X4 LAJEADENSE

Novamente o Lajeadense não tomou conhecimento do Estância Velha, depois de vencer o time canoense por 6x1 em Lajeado, o time de Luiz Carlos Winck goleou novamente o Estância e garantiu a classificação para a próxima fase.

Matheus Santanna, Gilmar, Paulo Josué e Vinicius (contra) marcaram os tentos do alvi-azul.




GUARANI VA 3X1 YPIRANGA

O Guarani VA garantiu a classificação para a próxima fase da Copa Fernandão com goleada.

Após empate em 0x0 em Erechim, o time de Fabiano Daitx venceu o Ypiranga por 3x1 e carimbou a classificação para as quartas de final. Paulinho, Carlinhos e Willian Ribeiro marcaram para o Guarani, Hyantony descontou para o Ypiranga.



VERANÓPOLIS 0X1 INTER SUB-23

O Internacional segue arrasador na Copa Fernandão. Depois de eliminar o Novo Hamburgo na primeira fase, o time de Clemer eliminou o Veranópolis na segunda fase.

Após vencer o primeiro jogo por 1x0, o Inter venceu novamente com o mesmo placar, com gol de Maurides e agora aguarda pelo sorteio da tarde de hoje, para saber que será o próximo adversário.

CRÔNICA, GOLS E COLETIVAS: INTER 0X2 BAHIA

Redação e Produção: @rsesporte_com / Fotos: Google Imagens / Vídeo: YouTube


Jogando em casa, o Inter perdeu para o Bahia por 2 a 0 na noite desta quarta-feira. A derrota obriga o Colorado a vencer o time baiano por três gols de diferença na partida marcada para o dia 4 de setembro, às 22h, na Arena Fonte Nova, para avançar para as oitavas de final da Copa Sul-Americana. Vitória por 2 a 0 leva a decisão por pênaltis.

Os gols de Lucas Fonseca e Diego Macedo não só colocaram o Bahia perto da vaga às oitavas. Também agravaram o jejum do Inter na temporada. Somado aos insucessos diante de São Paulo e Atlético-MG no Brasileiro, o resultado é a terceira derrota consecutiva dos comandados de Abel Braga, que completou 300 jogos pelo clube, com direito a placa e camiseta especial antes de a bola rolar.

Em outra realidade, invicto há sete jogos, o Bahia tenta manter a fase ascendente ainda em Porto Alegre. No domingo, enfrenta o Grêmio, na Arena, pelo Brasileiro, campeonato no qual amarga a zona de rebaixamento. Terceiro colocado do Nacional, o Inter tenta se recuperar um dia antes, no sábado, quando visita o Palmeiras, no Pacaembu.

Veja os melhores momentos:



Coletivas:

Abel Braga > "Seria vexame se não tivesse lutado. Se os jogadores tivessem feito corpo mole. Não é o caso. Não fomos felizes. Começamos o primeiro tempo botando bola na trave. Foram três na primeira etapa, mas sofremos um gol que não é normal, que não tem acontecido. De bola parada, no escanteio. No segundo entramos com o Leandro, pelo lado, um menino que todo mundo pede. Ele é muito rápido, até foi bem, mas no primeiro minuto saiu o segundo gol. Isso deu uma autoconfiança ao Bahia, que se fechou e esperou uma bola no contra-ataque. Óbvio que a gente quer ir adiante, mas complicou muito. Aconteceu. Paciência. O importante é ter convicção de que tem que ser melhor. Se for melhor no coletivo, a individualidade vai aparecer. Temos que reconhecer que o coletivo caiu. Vaia não incomoda. As vaias foram justas e merecidas. Perdemos um jogo dentro de casa e não jogamos bem. Você quer aplausos? É isso aí. Estamos jogando em um time grande. Temos que saber conviver com a pressão. Os jogadores mais importantes eram os que estavam aí. Se você considerar a equipe que jogou contra o Atlético-MG (no último sábado), estava o Cláudio, o Ernando, e o meio-campo foi o mesmo. O D'Ale saiu do jogo e entrou o Alex. Só não tem o Juan, o Rafael Moura e o Fabrício, que vem atuando muito. Seria pior se eles tivessem jogado e nós tivéssemos perdido. Estaria com a capacidade de reação muito pior para o sábado. Não poupei, mas com certos jogadores tem que se ter cuidado. Não importa se não jogou "A", "B", ou "C". Essa equipe já deu provas. Já esteve na liderança. Temos que continuar acreditando em nós mesmos".



Gilson Kleina > "A equipe do Inter é muito técnica. Eles abrem muito a passagem dos laterais. É um time que faz marcação alta e faz pressão. Além disso, eles possuem muitas jogadas de infiltração e fazem gols dentro da área. Nossa equipe foi feliz em neutralizar o Aránguiz e a a nossa marcação foi muito bem quando o Alex e o Valdivia iam para dentro. Tínhamos que impedir o drible. Era preciso congestionar para proteger nossa defesa. Optamos por uma equipe mais leve, com o Rafinha, o Henrique, o Emanuel e o Diego. Conseguimos neutralizar o Inter e quando isso encaixou, podemos neutralizar e chegarmos com condições. Depois o Inter abriu mãos de suas características com o Aránguiz mais na criação e tivemos alguns contra-ataques com chances até para ampliar o placar. A gente tenta fazer o estudo dentro da característica do elenco. Não adianta eu fazer um sistema sem que as características dos jogadores estejam propícias. Eles precisam entender que não adianta só marcar e hoje, a gente marcou e jogou. Espero que isso possa continuar – disse o treinador".

Ficha Técnica:

Copa Sul-Americana – 1º jogo da segunda fase

Gols: Lucas Fonseca (42 min/1ºT) e Diego Macedo (1min/2ºT) / Cartões amarelos: Emanuel Biancucchi e Titi (B) e Wellington Paulista, Wellington e Ernando (I) / Público total: 9.368 / Renda: R$ 173.510,00 / Árbitro: Christian Ferreyra, auxiliado por Miguel Nievas e Richard Trinidad (Todos do Uruguai) / Local: Beira-Rio.

Inter: Dida; Cláudio Winck, Ernando, Paulão e Alan Ruschel; Ygor (Leandro), Wellington, Aránguiz, Alex (Alan Patrick) e Valdívia; Wellington Paulista.

Técnico: Abel Braga.

Bahia: Roniery; Lucas Fonseca, Titi e Pará; Rafael Miranda, Léo Gago, Diego Macedo (Fahel) e Emanuel Biancucchi (Rhayner); Rafinha (Guilherme) e Henrique.

Técnico: Gilson Kleina.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

RAFAEL MOURA É ALVO DO FUTEBOL MEXICANO

Redação: Victor Thompsen  / Produção: @rsesporte_com / Fotos: Alexandre Lops/Inter


Principal alvo de criticas da torcida Colorada, o atacante Rafael Moura pode deixar o Beira-Rio em Breve. O atacante de 32 anos está na mira do futebol mexicano e como a janela de transferências se encerra no próximo dia 31 e o desempenho do atacante é ruim no Colorado a negociação não deveria ser dificultada, por outro lado o alto salario, superior a R$ 400 mil grande empecilho da saída do atacante.

Homem da confiança de Abel Braga, Rafael Moura não tem  a mesma admiração da diretoria e dos torcedor que clamam por sua saída, a gota d`água para a torcida foi o gol perdido pelo atacante na derrota para o Atlético-MG, quando a partida anda estava 0 a 0, Rafael moura aproveitou rebote d evictor, driblou o goleiro e com o gol escancarado acertou a trave.

Contratado em 2012 junto ao Fluminense por 3 milhões de Euros, Rafael Moura nunca conseguiu se destacar no Inter, fez alguns bons jogos mas teve mais momentos ruins do que bons no Colorado, em 71 jogos com  a camisa do Inter forma apenas 21 gols marcados e os títulos do Campeonato Gaúcho de 2013 e 2014. O contrato de He-Man com o Inter vai até agosto de 2016.

Ficha Técnica:
Nome: Rafael Martiniano de Miranda Moura
Data de nascimento: 23/05/1983
Local: Belo Horizonte MG
Partidas: 71 Gols: 21
Altura: 1,88m
Estreia pelo Inter: 16/08/2012 - Corinthians 1x0 Inter (Brasileirão)

Clubes:
Atlético-MG (2003 - 2004)
Vitória (2004)
Paysandu (2005)
Corinthians (2006)
Fluminense (2007)
Lorient-França (2007 - 2008)
Atlético-PR (2008 - 2010)
Goiás (2010)
Fluminense (2011-2012)

Inter (desde agosto de 2012)

BRESSAN É EMPRESTADO PARA CLUBE INGLÊS

Redação: Tiago Dias / Produção: @rsesporte_com / Fotos: Google Imagens



A janela de transferências ainda não fechou, vai até 31 de agosto em alguns países. Mais certo é dia 2 de Setembro. E o Grêmio ainda está negociando jogadores. Acaba de “perder” um jogador. Repito: PERDER, pois não podia dizer sim ou não.

Trata-se do zagueiro Bressan. O Grêmio no início de 2014 vendeu 50% do jogador para um grupo de empresários por 2 milhões de Euros. Visto que não tinha maior parte do atleta, o grupo poderia decidir onde colocar o jogador. Pois agora, o defensor vai para o país da Raínha, defender o Queens Park Rangers, que recentemente contratou o Eduardo Vargas. Bressan está sendo emprestado por 1 ano com passe fixado.

Com passaporte Italiano, Bressan vinha sendo observado por vários clubes. Lipatin, empresário do atleta e ex-jogador disse que todas as condições que foram apresentadas agradaram todas partes.

O Grêmio segue com 20% do jogador. Segundo o empresário Sandro Zardo, caso o Queens Park Rangers não compre o jogador em definitivo, não significa que o jogador vai voltar para o Grêmio.

Outro jogador que também teve 50% vendido aos mesmos empresários, Bertolucci e Joorabchian, foi Ramiro, mas este deve permanecer pelo menos até o final do ano no Tricolor.

INTER CAI NA TAÇA BH

Redação: Lucas Sommer Goulart / Produção: @rsesporte_com / Fotos: www.otempo.com.br


Gurizada colorada tomou a virada do Galo Mineiro. 

O Internacional deu adeus na Taça BH. Jogando as quartas de final da competição, a equipe colorada saiu na frente do marcador, gol de Alisson Freitas, aos 22min do 2º tempo. 8min depois, Dodô, de pênalti, empatou o marcador. No fim da partida, aos 42, Igor decretou a virada e a classificação mineira para as semifinais. 

Atlético/MG, juntamente com o maior rival Cruzeiro, são os maiores vencedores da competição, com cinco títulos cada. O Cruzeiro já está eliminado. O Galo segue na busca do Hexa.

terça-feira, 26 de agosto de 2014

DUNGA IRÁ PROCESSAR JORNALISTA E CANAL ESPN

Redação: Lucas Sommer Goulart / Produção: @rsesporte_com / Fotos: Bruno de Lima/ LANCE!


Jornalista da emissora ESPN diz que Dunga empresariou o jogador Ederson, hoje na Lazio. Dunga respondeu ao jornalista José Aldo Pinheiro ao ser perguntado sobre o caso: "Não faz parte nem da missão do treinador, nem da missão do jornalista. Lógico que se tem a liberdade de expressão, de escrever e de falar, mas desde que não se ataque a pessoa. Eu como brasileiro acredito que existem três poderes, o judiciário, o executivo e o legislativo. Se é que eu devo explicação, é pra um destes três poderes. Agora não posso ser julgado por um poder paralelo” revelou na Radio Bandeirantes. “Eu vou buscar os meus direitos onde eu acredito que se deva. Já tomei as medidas necessárias”, completou o técnico da Seleção Brasileira.

O jogador Ederson foi a público esclarecer a situação: “Venho a público esclarecer que o técnico da Seleção Brasileira de Futebol, Dunga, não é e nunca foi meu empresário. O agente que sempre cuidou da minha carreira, desde os meus 17 anos, chama-se Antônio Caliendo, um italiano. E, para deixar bem claro: hoje, meus direitos econômicos pertencem 100% à Lazio”.

SÃO PAULO-RG DIVULGA UNIFORME 2015

Redação: Victor Thompsen / Produção: @rsesporte_com / Fotos: Divulgação São Paulo


O Sport Club São Paulo divulgou em seu perfil no Facebook nesta semana os uniformes que serão utilizados pela equipe na temporada 2015, com destaque para a disputa do Gauchão Série A. 

Fabricados pela Ícone Sports, os novos mantos do Leão do Parque foram escolhidos pelos torcedores e mantem o estilo tradicional com as cores vermelha e verde no uniforme número 2 e com o predomínio do branco no uniforme de número 3, com uma listra vermelha e uma verde em formato de V. Na parte traseira dos uniformes aparece a data de 1933, ano em que o clube conquistou o Campeonato Gaúcho.


A data da estreia dos novos uniformes ainda não foi divulgada, já que o vinculo do clube com a Mega Sport, patrocinadora do uniforme atual termina apenas no dia 03 de outubro, porem sua confecção tem como grande objetivo a disputa do Campeonato Gaúcho de 2015, em 2014 a equipe retornou a primeira divisão do regional e fez uma boa campanha, terminando a competição em 10 lugar, alcançando 17 pontos em 15 jogos, ficando a apenas dois pontos da zona de classificação para o mata-mata. Atualmente a equipe é a quarta colocada da Copa Sul-Fronteira, com empates em 3 jogos. O próximo desafio rubro-verde é no próximo domingo (31), contra o Grêmio Bagé, em Bagé.



Veja mais imagens dos novos uniformes: